NOTÍCIAS

POLICIAL PENAL DO PIAUÍ CONCLUI CURSO DE OPERAÇÕES AEROTÁTICAS SO CENTRO TÁTICO DO MARANHÃO

O curso iniciou em agosto deste ano e teve duração de 90 dias, com mais de mil horas aula, que contou com atividades especiais de tiro, rapel e ações com aeronave Na última semana do mês de outubro, o policial penal Antônio Vinícius, do GTP, foi o primeiro Policial Penal do Piauí a concluir o Curso de Operações Aerotáticas, realizado pelo Centro Tático Aéreo do estado do Maranhão. "Foi uma experiência única, onde os limites físicos e psicológicos eram testados a todo momento e provas técnicas avaliavam o desempenho e a permanência no curso. É muito gratificante ser o primeiro Policial Penal do Piauí a concluir o Curso de Operações Aerotáticas - COA e me tornar um falcão, mas penso que a grande responsabilidade não é ter conseguido o feito, mas sim permanecer seguindo os ensinamentos e propagar o conhecimento", pontuou.

O Centro Tático Aéreo (CTA) é referência nacional, não apenas por sua estrutura, mas pelos operadores de excelência que lá desempenham suas funções, são especialista no ar, na terra e no mar, sendo responsáveis direto no combate a assalto a bancos, tráfico de droga, erradicação de roças de maconha, bem como salvamentos em ambiente aquático e restritos de grande dificuldade. Vinícius pontua que o grande desafio inicia agora, na busca de sempre manter os ensinamentos ensinados durante o curso, para honrar com a Polía Penal e fazer a diferença no que se propor a fazer.

"Os desafios a partir de agora serão muitos, em especial adequar todo o conhecimento adquiridos ao longo desses 90 dias à realidade do sistema prisional piauense e difundir técnicas que podem fazer a diferença no trabalho e elevar o nome da Polícia Penal ao patamar que ela tanto merece", disse. O JTNEWS ouviu o secretário de Justiça do Piauí, a quem a Polícia Penal é vinculada, Carlos Edilson Sousa, que assim manifestou-se: "É com extrema alegria por poder contribuir de alguma forma com essa conquista do policial Penal Vinícius, que concluiu na semana passada um dos cursos mais difíciceis do País, e de uma grande operacionalidade; a Polícia Penal do nosso estado ganha, e ganha muito por ter um operador hoje extremamente qualificado e que pode transmitir esses conhecimentos aos demais. é com imensa satisfação que a gente ver policiais penais em nosso estado buscando conhecimento, e este conhecimento sendo utilizado dentro do nosso estado. Ganha o estado do Piauí e ganha a Polícia Penal", declarou o secretário de Justiça, Carlos Edilson.

Os dirigentes classistas dos Policiais Penais do Piauí, como o presidente da Associação dos Policiais Penais do Estado (AGEPEN-PI) e o presidente do Sindicato dos Policiais Penais do Piauí e Servidores das Secretarias da Justiça e da Segurança Pública (SINPOLJUSPI), Vilobaldo Adelídio de Carvalho, manifestaram-se sobre o objetivo alcançado por Antônio Vinícius.

Para Marcos Paulo Furtado da AGEPEN-PI, "essa conquista que parece individual para o colega Vinícius, na realidade ela é coletiva, é um feito que a todos nós policiais penais nos honra. Além de ser considerado como um grande incentivo aos novos policiais penais em busca da formação especializada, pois, Vinícius tem mais de 10 anos de atividade no Sistema Prisional, notadamente no presídido de São Raimundo Nonato, cujo presídio, pela dedicação de seus profissionais é conhecido nacionalmente como um modelo em segurança a partir dos recursos humanos disponíveis", pontuou o presidente da Associação dos Policiais Penais do Estado.

“Esse tipo de treinamento eleva e leva o nome do nosso Estado, da Polícia Penal e da nossa categoria para todo o País. É um orgulho e uma vitória poder contar em nossos quadros com um profissional com tamanha força de vontade e abnegação, requisitos fundamentais para se alcançar êxito em um dos cursos mais exigentes da Segurança Pública brasileira”, ressaltou o dirigente do Sinpoljuspi, Vilobaldo Carvalho.

Vinícius participou como instrutor do mais recente CFI da Academia de Polícia Penal do Piauí, que é uma referência nacional na formação de seus profissionais

A Polícia Penal do Piauí é uma das que mais investe em formação continuada levando-se em consideração a proporção do número de policiais penais no Estado e a quantidade de cursos realizados nos últimos 5 anos, por meio da Academia de Polícia Penal do Piauí (ACADEPEN/PI) vinculada à Secretaria de Justiça do Estado.

Essa instituição de ensino que dispõe de uma grade curricular moderna, em que compatibiliza a formação operacional com a humanística, inclusive tendo sido a única no Brasil a realizar pós-graduação presencial em Gestão Prisional, em que formou 55 especialistas nessa área e dezenas de outros importantes cursos, como: Escolta de Risco, Combate Velado, Teoria e Prática de Tiro de pistola .40 e Armas longas, Tonfa (bastão PR24) adaptado a policiais penais, Inteligência e contrainteligência policial penal, bem como Rastreamento de fugutivo em área de mata.

Nesta semana encerrou-se o II Curso de Combate Velado e a ACADEPEN/PI e SEJUS-PI já estão com planejamento montado para anunciar vários outros cursos a partir de novembro e para o ano de 2022, inclusive uma nova Especialização e Gestão de Polícia Penal, que disponibilizará vagas pela on-line pela Plataforma Piauí Conectado para todo o Piauí e vários estados da Federação por meio de política de intercâmbio na formação policial penal. FONTE: https://www.jtnews.com.br/noticias/policial-penal-do-piaui-conclui-curso-de-operacoes-aerotaticas-no-centro-tatico-aereo-do-maranhao-12140.html#.YX7AIXiR7Hg.whatsapp



34 visualizações0 comentário