NOTÍCIAS

SINPP-AP SOLICITA REUNIÃO COM GOVERNADOR WALDEZ GÓES PARA RESOLVER PAUTAS DA POLÍCIA PENAL




Policiais Penais solicitam reunião com o governador Waldez Góes, caso o contrário, policiais voltarão aos manifestos para exigir do Governo cumprimento de promessas.


Policiais Penais solicitaram por ofício uma reunião com o governador Waldez Góes. No documento foi explanado todo o imbróglio dos últimos 05 (cinco) meses de desrespeito da equipe governamental para com os representantes da classe.


"No ofício foi mencionado também, que caso o governo não nós atenda, a categoria irá realizar na sexta-feira, 12, às 8hrs, um ato/paralisação em frente do IAPEN/CADEIÃO, onde será realizada uma manifestação ordeira e pacífica, para que possamos exigir do Governo a devida atenção na solução para a implementação da tabela salarial de nível superior em lei estadual aprovada este ano pelo governador Waldez, mas que até o momento não deu soluções para está reivindicação da classe", palavras essas do Presidente Sindical, Policial Penal Machado Mesquita.


O sindicato informa que não conseguiu avançar na pauta de negociação com os representantes do Governo do Estado, devido o fechamento e não avanços da mesa de negociação. Ato esse que motivou a categoria em Assembleia Geral Pública a paralisar as atividades prisionais.


Serão suspensas por um período de tempo: as visitas às unidades prisionais, entrega de UVD (alimentos não perecíveis e de higiene básica), atendimentos e escoltas de internos, libertações de saída e transferências internas.


A categoria pede o realinhamento da tabela de nível superior, que foi aprovada este ano pelo governo do estado.

Atualmente, o Grupo Polícia Penal é a categoria que recebe o menor salário da segurança pública do estado do Amapá.


Ao longo desses 05 (cinco) meses de tentativas de negociações, as secretarias de Planejamento e Administração tem, ignorado as inúmeras tentativas de acordo, não por simplesmente não concordar com o Projeto do Realinhamento Salarial, mas por não apresentar os cálculos do impacto financeiro e tão pouco uma contra proposta.

Vale ressaltar que o Projeto De Realinhamento Salarial apresentado por pelo sindicato, já conta com o estudo do impacto financeiro nas contas públicas para o planejamento orçamentário de 2022.


"Tivemos várias reuniões sem resposta, outras reuniões foram marcadas e deixaram os representantes da classe por 6 (seis) horas em espera e nem sequer nos atenderam. Na última reunião do dia 29/10 que estavam presentes os secretários: da SEJUSP, SEPLAN e SEAD, quando cobramos umas resposta ou proposta de nivelamento e IMPLEMENTAÇÃO da tabela de nível superior, fomos surpreendidos com a resposta que deveríamos aguardar o governo iniciar as tratativas de data base no ano de 2022", palavras do Vice Presidente Sindical, Policial Penal Alexsandro Soares.


O SINDICATO DOS POLICIAIS PENAIS DO AMAPÁ - SINPP, já iniciou os preparativos para a próxima manifestação que ocorrerá dia 12 de Novembro, em frente ao prédio Cadeião/IAPEN, pelo período da manhã.







74 visualizações0 comentário