NOTÍCIAS

  • Ageppen Brasil

NOTA PÚBLICA DE REPÚDIO ÀS MALEVOLENTES DECLARAÇÕES DO MINISTRO PAULO GUEDES

Atualizado: Mai 19

ASSOCIAÇÃO DOS POLICIAIS PENAIS DO BRASIL – SDS CONIC BLOCO D ENTRADA “A” Nº60, EDIFÍCIO ELDORADO, SALA 114 ASA SUL BRASÍLIA TEL: (61) 35320199/ (61) 983369783 NOTA PÚBLICA DE REPÚDIO ÀS MALEVOLENTES DECLARAÇÕES DO MINISTRO PAULO GUEDES A ASSOCIAÇÃO DOS POLICIAIS PENAIS DO BRASIL (AGEPPEN-BRASIL), vem a público repudiar veementemente as declarações infelizes, maldosas, levianas e inoportunas, assacadas pelo Ministro da Economia do Governo Bolsonaro, PAULO ROBERTO NUNES GUEDES [CPF Nº 156.305.876-68], contra os servidores públicos, em especial os da Segurança Pública, a quem os acusa de “assaltar o Brasil enquanto este está nocauteado”. Esquece o malevolente Ministro PAULO GUEDES, que, enquanto estes profissionais estão arriscando suas vidas no enfrentamento à COVID-19 nos mais inóspitos ambientes Brasil afora [salvando, e, inclusive, perdendo vidas]. Quem está denunciado pelo Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU), não são estes abnegados profissionais públicos, é sim, ele, o Ministro da Economia PAULO GUEDES, infiltrado no serviço público, com ‘infinitos’ poderes sobre a economia para orientar decisões, por vezes descabidas e beneficiar interesses de grupos financeiros com os quais construiu a sua trajetória profissional, mantendo ligações que, por óbvio, não se desfizeram a partir da sua posse no Ministério da Economia. O TCU abriu processo em 2019 para apurar a suspeita de fraudes em negócios feitos por uma empresa do ministro da Economia, Paulo Guedes, com fundos de pensão de estatais. Portanto, o CPF lá registrado não é o dos servidores da Segurança Pública, é sim o do Ministro da Economia. O famígero ministro, que adora atacar trabalhador, pois, outrora já destilou os seus impropérios contra empregadas domésticas e servidores em geral, em suas malevolentes palavras contra os servidores, proferidas nessa sexta-feira (15/5) dissera: “É inaceitável que tentem saquear o dinheiro do gigante que está no chão. Nós queremos saber o sacrifício que podemos fazer pelo Brasil nessa hora e não o que o Brasil pode fazer por nós. Medalhas são dadas depois da guerra e não antes. Nossos heróis não são mercenários”. O fato é que o Governo do Presidente Jair Bolsonaro elegeu, por meio do Ministro da Economia PAULO GUEDES um inimigo e culpado por todos os males do País, o servidor público. O Governo brasileiro não prioriza políticas de valorização dos profissionais da Segurança Pública, sempre esquece que estes profissionais dedicam-se à eficiência no combate ao crime em todas as suas áreas, porém, quando deveria receberem o reconhecimento do Poder Público, vem a principal autoridade da República na área da Economia e taxa esses abnegados profissionais de “assaltantes e mercenários” BASTA! Exigimos não somente valorização, EXIGIMOS RESPEITO! Para este Governo, infelizmente, vidas parecem não importar, desde que as contas públicas pareçam estar equilibradas e se vende a imagem de falsa austeridade ao mercado financeiro. E porque tratamos a aparente austeridade das contas públicas como falaciosa? É fato que este governo, sob falso pretexto de evitar a quebradeira em bancos, deu um auxílio de R$ 1,2 trilhão de reais às instituições financeiras. Mas nunca é demais relembrar que mesmo num momento de crise, os banqueiros e rentistas registraram lucro recorde em 2019, jamais visto na história do Brasil. Sem esquecer de diversas gratificações que PAULO GUEDES e seus assessores recebem para fazer o trabalho para o qual foram nomeados; ou seja, além de receber o salário de ministro, recebe gratificações em forma de JETONS de quantias vultosas, como forma de prêmio pelo que já deveria fazer por obrigação. Mas, parece agora bastante claro, o prêmio é por agredir de forma vil os servidores públicos. Ante os fatos repudiáveis praticados ardilosamente por PAULO GUEDES, a AGEPPEN-BRASIL e suas entidades filiadas e parceiras informam que, a partir de agora não mais repudiarão apenas com NOTAS os constantes ataques contra os Policiais Penais e os servidores públicos, pois, se existe algum parasita ou assaltante do estado brasileiro, indiscutivelmente não é o SERVIDOR PÚBLICO. Aliás, a República por meio de suas instituições competentes tem como identificar e punir. Muito provavelmente, o alvo está na Praça dos Três Poderes, portanto fácil assim, de se identificar. Desta forma, a AGEPPEN-BRASIL irá realizar reunião por vídeo conferência em breve para tratar de atos estratégicos na defesa da valorização dos Policiais Penais junto aos presídios do País. BASTA de injustiça! BASTA! #FORAGUEDES. AGEPPEN-BRASIL - COM LUTA E DIGNIDADE!


41 visualizações

© 2019 Copyright AGEPEN BRASIL.
Desenvolvido por Bonita Comunicação Digital.