NOTÍCIAS

Ministro da Justiça discute importantes pautas com entidades policiais da UPB

Segundo a UPB, o ministro mostrou-se bastante sensível às demandas apresentadas e ressaltou a importância dos profissionais da segurança pública O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres se reuniu nessa quinta-feira (15/04), com representantes da União dos Policiais do Brasil (UPB) para discutir a vacinação de policiais e a Reforma Administrativa. Os representantes expuseram ao ministro os motivos do inconformismo das categorias com o texto integral da reforma administrativa proposta pelo governo, em andamento na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados (PEC 32/2020). "Na oportunidade, foi exposta ao Ministro a enorme insatisfação dos profissionais de segurança pública quanto aos reiterados retrocessos que lhes vêm sendo impostos pelas mudanças legislativas a constitucionais. Além disso, foi apresentada a demanda de vacinação urgente e todos os integrantes dessas carreiras", disse a UPB em nota. Segundo a UPB, "o ministro mostrou-se bastante sensível às demandas apresentadas e ressaltou a importância dos profissionais da segurança pública". "Recebi, com muito orgulho, os representantes da União dos Policiais do Brasil (UPB) para ouvir suas demandas e iniciar a retomada da valorização e o resgate da auto-estima do profissional de Segurança Pública. Contem comigo", escreveu o ministro Anderson Torres, nas redes sociais. Com relação à vacinação das forças de segurança pública, o ministro anunciou que uma nova nota técnica recomendando a imunização desses profissionais deve ser publicada ainda hoje (16/04). Na ocasião, o presidente da Associação dos Policiais Penais do Brasil (AGEPPEN-BRASIL), o policial penal Jacinto Teles, também destacou a importância da regulamentação da Polícia Penal e informou aos presentes na reunião sobre os graves atentados à categoria que vêm ocorrendo no Pará. "Na regulamentação, citamos ao ministro Anderson Torres que existe o Projeto de Lei do deputado federal Capitão Alberto Neto⁩ que deve ser levado em consideração e que o Ministério da Justiça, a nosso ver, também deve assumir uma posição referencial, pois a este Ministério cabem as diretrizes nacionais da Política Penitenciária", declarou o presidente da AGEPPEN-BRASIL, Jacinto Teles. Quanto aos atentados no Pará, a AGEPPEN-BRASIL pediu que o Ministério da Justiça reforce a representação enviada pela Associação, acerca do IDC (Incidente de Deslocamento de Competência), visando a transferência das investigações e julgamentos para a Polícia Federal e à Justiça Federal, respectivamente.

Fonte:https://www.jtnews.com.br/noticias/ministro-da-justica-e-seguranca-publica-recebe-entidades-nacionais-da-upb-e-discute-importantes-pautas-dos-policiais-10062.html#.YHmjQnfopL1.whatsapp


32 visualizações0 comentário